Nota das centrais sindicais sobre o conflito entre Israel e Palestina

A paz, acima de tudo

É lamentável que o mundo assista ao início de uma nova guerra, desta vez entre Palestina e Israel, em mais uma etapa de um conflito que se estende por décadas, vitimando milhares de pessoas inocentes.

Apesar do noticiário tendencioso, é necessário reconhecer que se trata de uma conjuntura geopolítica complexa. Acima de tudo lutamos pelo estabelecimento da paz, através do diálogo e da justiça. Apoiamos o governo Lula em seus esforços para evitar a escalada do conflito e nos solidarizamos com a rápida atitude do governo em repatriar brasileiros que se encontram na zona do conflito.

É hora da ONU e seu Conselho de Segurança demonstrarem verdadeira capacidade de ação e trabalho na construção da paz entre os dois Estados, garantindo a independência e soberania de ambos e fazendo valer o respeito aos tratados internacionais assinados.

São Paulo, 08 de outubro de 2024

Miguel Torres, Presidente da Força Sindical

Ricardo Patah, Presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores)

Adilson Araújo, Presidente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)